Blog

FATESA terá Pós-Graduação em Dor e Medicina Regenerativa

Além de um stress físico, a dor proporciona um grande desgaste emocional e, por isso, deve ser tratada com enfoque multidisciplinar e individualizado para cada pessoa

A dor é uma experiência sensitiva e emocional desagradável associada ou relacionada a lesão real ou potencial dos tecidos. Através dessa definição identificamos que, além de um stress físico, a dor proporciona um grande desgaste emocional e, por isso, deve ser tratada com enfoque multidisciplinar e individualizado para cada pessoa.
As patologias da coluna vertebral têm como sintoma principal a dor em intensidades variadas, desde leve a quadros de dor incapacitantes. Os mais severos podem se tornar crônicos, acarretando em limitações nas atividades diárias, no trabalho e nos exercícios físicos.
Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), 80% das pessoas irão experimentar um quadro de dor lombar ao longo da vida. Desta forma, o diagnóstico preciso e o tratamento individualizado devem ser instituídos rapidamente para que este cenário não se torne crônico e conduza o paciente ao estado de limitações, perda na qualidade de vida e transtornos emocionais.


.
“Se o desconforto persistir por mais de três meses gerando reações constantes, perda da capacidade funcional, pode ser classificado como dor crônica. Para receber o tratamento adequado, é importante o médico se aprofundar na raiz do problema, pois, somente assim, será possível um diagnóstico preciso para contornar a situação. Com o avanço da tecnologia aperfeiçoamos os diagnósticos e surgiram muitos tratamentos que o médico, que trata de dor, deve conhecer para fornecer a seus paciente o que há de melhor no cuidado da dor”, afirma o coordenador do curso, Dr.Humberto Bortolo Neto.

Pós- Graduação único em Dor e Medicina Regenerativa FATESA 

Pensando em todas essas vertentes, a FATESA em parceria com a Medic Academy se uniram na criação de um programa de Pós- Graduação único em Dor e Medicina Regenerativa direcionado para médicos profissionais médicos radiologistas, ortopedistas, reumatologista, neurologistas, médicos da dor, médicos do esporte, fisiatras, neurologistas e acadêmicos”, afirma o diretor Acadêmico da FATESA, Fernando Marum Mauad.

O pós – graduando em Dor e Medicina Regenerativa da FATESA absorverá conhecimentos avançados e utilizados na intervenção da dor como ferramenta para diagnóstico e tratamento das patologias: musculoesqueléticas e neurológicas, interpretação de casos complexos, além de abordar outras técnicas aplicáveis possíveis que podem ser monitorizadas, propiciando uma base sólida e duradoura de conhecimentos em técnicas e ferramentas biotecnológicas avançadas com objetivos específicos e altamente eficientes para tratar o paciente.

 

Envie seu comentário

Comentários

Nenhum comentário.